sexta-feira, 20 de maio de 2011

terça-feira, 17 de maio de 2011

inspiração...

Tinha esquecido
como gostava
de algumas poesias
e o tanto que alguns
sempre me tocaram
tinha perdido
endereços
contatos
formatos
e versos

na real,
há sei lá quando tempo
perdi a rima
e a mim mesmo

mas ontem encontrei
um amigo poeta de antes
que me contou novidades
entre um jack e outro
falou brilhoso de planos
de gente que continua
sentindo
produzindo
escrevendo em guardanapos
noites á dentro

essa energia que percebi pulsando
me deu insônia
vontade de ler delicadezas
e vivê-las

talvez fosse a lua cheia
alguma tristeza
ou meu cortado

mas dormi pouco
sonhei tão variado
e acordei assim
com vontade e rima acesa...
quem sabe até um dia
volte a fazer poesia...

certos encontros inspiram...

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Poesia / empatia

Ele autografa
Uma gota de
Mais infinito
E ela sente falta
Das proprias palavras e rimas
Ele lhe confidencia:
É preciso estar vulnerável
Triste, apaixonado e atento

E ela subitamente

Entende e engole
Seu silencio...

sábado, 7 de maio de 2011

nada mais pleno...



Depois de gerar e aguardar ansiosa o nascimento, nada mais pleno que amamentar...

Quando eu estava grávida precisei ler muito para sossegar a sensação de que não saberia ser mãe, li de tudo e foi maravilhoso, por que quando a Alice nasceu, eu já me achava capaz, sei que nunca se está totalmente capacitado por que o processo na vida é aprendizado diário, mas sentir-se apto faz vencer o medo e por aí se anda. Movimento!

O mais libertador foi um livro sobre inteligência emocional que me ensinou a não negar emoção, minha filha precisava me reconhecer humana para se identificar comigo, e sendo assim eu poderia e deveria expressar tudo.Cedo aprendi que tentar... saber tudo ou controlar tudo, numa linha super-herói, só nos afastaria, então desde sempre minha filha sabe quando algo me dói, me toca, me emociona, me irrita, o que é muito bom. Clareza!

Ser mãe as vezes é dificil, mas não vivi nada mais compensador!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Galeano é poesia pura...



Para continuar caminhando e incendiando...

Seguidores