quarta-feira, 15 de agosto de 2012

me gusta...


ausência...saudade do meu pai


Meu amigo e excelente fotografo Vicente Sampaio , fez essa foto  uns 3 dias depois da partida de seu pai com 95 anos... em 2008...Ele diz: "Tomei coragem e entrei pela primeira vez no seu quarto que estava assim a uma semana desde que fora hospitalizado, era fim de tarde e os raios do Sol roçavam seu chapéu e suas luvas sobre o leito vazio. Em meio a emoção lembrei-me desses versos do Drummond":

Saudade

Ausência

Por muito tempo achei que ausência é falta.

E lastimava, ignorante, a falta.

Hoje não a lastimo.

Não há falta na ausência.

A ausência é um estar em mim.

E sinto-a, branca, tão pegada, 

aconchegada nos meus braços, 

que rio e danço 

e invento exclamações alegres, 

porque a ausência, 

essa ausência assimilada,

ninguém rouba mais de mim.


Carlos Drummond de Andrade.


quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Poema de esperança seca...

O Everton Behenck é um poeta maravilhoso, na voz da Maria Rezende ficou ainda mais linda essa poesia... AMEI e compartilho...O blog bárbaro merece muitas visitas, o livro muitos leitores...



O blog onde essa poesia e outras tantas lindas estão: http://apesardoceu.wordpress.com/

Seguidores