quinta-feira, 13 de maio de 2010

a poesia da noite de ontem....



A vida tem me dado poesia, como sempre...Só não tem me sobrado tempo de compartilhá-la...Por que o tempo anda pequeno mesmo acordando as 6 hs da manhã, aliás assistir o nascer do sol é uma forma muito suave e revigorante de alegria.
Mesmo que rapidamente e sem todo o cuidado e os detalhes que a noite merecia para ser contada, preciso contar o tanto de poesia que vivi ontem, lá vai...
Tenho uma amiga, grande Simone que sorri enorme,faz florais,é mãe, canta, escreve, corre, faz natação, trabalha feito louca e ainda por cima arranja tempo pra estudar: Francês e participar de uma oficina de escrita com o Alcyr Cheuíche...ah, esqueci de um coisa muito importante, minha amiga é casada com meu também amigo Ronaldo e eles adoram RECEBER , assim mesmo em maiúscula...Acendem velas e lareiras, abrem vinhos e champagnes, cozinham e naquela cobertura linda e aconchegante, nos fazem sentir em casa.
Ontem houve uma aula especial da oficina, lá na cobertura-casa, eu fui convidada a participar e amei. Lá estavam os colegas especiais e a Simone,todos com seus textos ótimos, a energia contagiante do Cheuiche e o doce Paulinho, mestre em musica que tira sons fantásticos de um serrote, lá estavam as emoções, as lembranças, os sonhos, lá estávamos todos em casa, sorridentes e acolhidos, pelas palavras ditas e sentidas, pelo dedilhar do violão, com a certeza de que poesia bonita é essa que se vive diariamente...Linda noite, que eu jamais conseguiria descrever em palavras, noite de sarau, noite de gente viva e plena. Gente com fogo por dentro, gente que nunca será tapera.

Esse texto completo lá no meu outro Blog (exagerada eu sei, sou discípula de Cazuza)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores