segunda-feira, 24 de março de 2014

do ato de esgarçar...

Ana Jácomo diz: 
"O amor, 
devagarinho,
 esgarça o tecido 
que veste as nossas defesas
e deixa a nossa alma 

toda de fora.
Depois, 

sorri, encantado, 
diante da beleza singular 
da nossa nudez".
 
E talvez ela esteja simplificando mais que o amor, viver esgarça...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores